| (45) 3284-5700 | 9.9953-5200 Av. Rio Grande do Sul, 2700
(45) 3284-5700 | 9.9953-5200 Av. Rio Grande do Sul, 2700
Por Assessoria: Leme Comunicação Integrada | Postado em: 05/09/2019
Empresários discutem ações para melhora da coleta de materiais recicláveis no centro da cidade
Objetivo da Cooperagir foi de sensibilizar e conscientizar empresários acerca dos horários de depositar os resíduos recicláveis para a coleta, a fim de que o serviço aconteça de forma satisfatória
Empresários discutem ações para melhora da coleta de materiais recicláveis no centro da cidade

Durante reunião realizada na Associação Comercial e Empresarial de Marechal Cândido Rondon (Acimacar) na última sexta-feira (30), que contou com a presença de empresários e de membros do Poder Público, o presidente da Cooperativa de Agentes Ambientais de Marechal Cândido Rondon (Cooperagir), Ivaldi da Silva, e a coordenadora da entidade, Caroline Bunzen, debateram sobre propostas de melhoria na coleta dos resíduos recicláveis no centro do município.

A área central de Marechal Cândido Rondon é considerada pela Cooperagir como “centro comercial” e, neste local, a coleta dos resíduos recicláveis acontece nas segundas, quartas e sextas-feiras, a partir das 18 horas. “Buscamos uma sensibilização e conscientização dos empresários para que não coloquem o resíduo reciclável para recolha em horários e datas distantes do momento da coleta, a fim de que tenhamos as nossas ruas e a própria frente das empresas mais limpas e bem cuidadas”, menciona Caroline.

Ela expôs que outro objetivo dessa sensibilização é para que os resíduos recicláveis sejam destinados a Cooperagir e não a carrinheiros que trabalham de forma autônoma. “As famílias que compõe a Cooperagir tem suas rendas vindas apenas da recolha e venda do material reciclado, então o que cada um vai receber no final do mês é variável de um mês para o outro e depende do quanto de resíduos recicláveis que eles coletam”, explica. “O material recolhido pelos agentes da cooperativa é vendido e o valor angariado é rateado entre as famílias, que tem sua renda unicamente da venda dos materiais”, complementa.

Ao fim do encontro, foi orientado aos empresários que, para que a destinação aconteça de forma satisfatória, os resíduos recicláveis devem ser depositados em frente a empresa a partir das 17h30, nas segundas, quartas e sextas-feiras, para que possam ser recolhidos pela equipe da Cooperagir a partir das 18 horas na região central da cidade.

 

Parcerias

A coordenadora da Cooperagir salientou que a entidade possui algumas estratégias para melhorar a destinação do lixo das empresas. Uma delas é a parceria com grandes geradores. “As empresas que tem uma grande geração de resíduos podem entrar em contato conosco para que a recolha na sua empresa aconteça fora do calendário pré-determinado. Já temos essa parceria com algumas empresas e estamos abertos para o contato de outros, de acordo com suas demandas”, diz Caroline.

Ela expôs, também, quais os materiais que podem ser destinados a reciclagem: papel (folhas e aparas de papel, jornais, revistas, caixas, papelão, rascunhos escritos e tetra pak), metal (latas de alumínio e aço, ferragens, arames e canos), plástico (tampas, potes de alimentos, garrafas PET, PVC, recipientes de limpeza, sacos plásticos e baldes) e vidro (potes de vidro, copos, garrafas e frascos). “Estamos na expectativa da aquisição de uma máquina para derreter o isopor de forma que ele possa ser vendido e reciclado, por isso também passaremos a fazer a recolha deste material”, esclarece.

Também foi distribuído aos empresários um folder que indica, além das datas de recolha em cada setor do município, os materiais que são recicláveis e como deve ser feita a separação do lixo para que ele possa ser reciclado. “Depois que o material reciclável é separado do que não pode ser reciclado, ele precisa ser lavado e estar seco. Quando for colocado para a recolha, ele também deve estar em um local estratégico e diferente do lixo orgânico, para que seja facilitado seu recolhimento”, orienta.

No encontro, também foi apresentado aos empresários a iniciativa da prefeitura de Marechal Cândido Rondon, por meio da Secretaria de Agricultura e Política Ambiental, em parceria com a Itaipu Binacional e o Conselho dos Municípios Lindeiros ao Lago de Itaipu, que está realizando a distribuição de sacos de ráfia nos bairros do município para conscientizar a população quanto à separação dos materiais recicláveis para a coleta seletiva. A distribuição das sacolas está aliada ao trabalho de educação ambiental, com a orientação aos munícipes de como proceder para a separação correta dos resíduos sólidos.

Caroline salientou que, em caso de dúvida, os empresários devem entrar em contato com a Cooperagir para confirmar a data e horário da coleta seletiva, quais os materiais que podem ser reciclados e, caso não seja possível a reciclagem, as alternativas que as empresas podem adotar. “Temos no município o Ecoponto que recebe materiais que a Cooperagir não recolhe e dependendo do resíduo gerado por algumas empresas, elas precisam contratar serviços especializados para a destinação, como no caso de tecidos, medicamentos, resíduos perigosos, entre outros”, comenta.

 

Sobre a Acimacar

A Associação Comercial e Empresarial de Marechal Cândido Rondon (Acimacar), com 51 anos de história, é referência pelo número de associados: 1.882. Presidida pelo arquiteto e urbanista Ricardo Leites de Oliveira, também é reconhecida pela sua liderança nas causas regionais e estaduais, além da participação em praticamente todas as demandas da comunidade. Saiba mais: www.acimacar.com.br.

© 2019 Acimacar
Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por